Considerado uma das maiores vozes do século XX, Frank Sinatra foi e é considerado "A voz", muitos não entendem o por que, muitos não consideram este triunfo digno. A essas pessoas apenas digo como eu disse no TintoCast #11, "Sinta a música", sinta Frank Sinatra e verás que o titulo é muito bem merecido. Aqui nesta publicação vou citar 5 motivos do por que se deve gostar do Sinatra, com toda a certeza vocês já ouviram ele no TintoCast, mais hoje você vai ouvir apenas lendo (se é que alguém entendeu o que eu quis dizer). 

#01 motivo: Se você se encontra em um relacionamento, a música do Sinatra é perfeita para momentos românticos, mais se você não procura uma música muito "melosa", isso não impede em nada no processo. Exemplo.
#02 motivo: "Eu sou solteiro e não quero chorar 24h por conta dessas músicas", não se preocupe com isso, cante "That's life" para você mesmo e acabe com seus problemas. Exemplo. 
#3 motivo: Ouvir Sinatra é sem sombra de dúvidas ter momentos de Nostalgia, mesmo se você não viveu naquela época ou se apenas é um estudioso no assunto, porém não existe sensação melhor que sentir aquela brisa de mémorias na sua cabeça, você se lembra de quando tinha 17 anos? Exemplo. 
#04 motivo: Se você é jovem e gosta deste tipo de música este é um momento perfeito para se ter bons momentos com a familia, Sinatra também significa união, então junte todos na sala, compre um LP dos bons, um vinho maravilhoso e pergunte a seus avós e a seus pais se eles lembram do dia em que se conheceram, aprenda com eles e ao mesmo tempo se encante com a música de fundo. Exemplo. 
#05 motivo: Se você é sozinho e vive sozinho não se preocupe, não fique depressivo ou rebaixado, ao ouvir Sinatra você nunca está só. Exemplo.

Bem, este post todo pode se resumir em "Cada momento da sua vida, sempre vai existir uma música do Sinatra", então alegre-se e viva, pois este cara fez isso pra você.
Picture

Picture
Adriel Dantas participa do TintoCast e é viciado em literatura e vinhos, porém nunca deixa o fone de ouvido de lado onde escuta diariamente clássicos dos anos '50.

 


Comments




Leave a Reply